As grandes mudanças

Serão sempre muitas, as alternativas que criamos e que nos impedem de aceder a momentos de qualidade durante o dia.

  • Pode ser praticar Chi Kung.
  • Pode ser sentar-se no sofá e ler uma revista ou um livro.
  • Pode ser uma pausa para um chá, em que existe a possibilidade de contemplar o seu estado actual
  • Pode ser sentir a respiração, por momentos, antes de passar para a próxima tarefa
  • Pode ser um momento, que decide desconectar e ignorar sms’s e emails que chegam, dando atenção à sua postura e respiração – formal ou informalmente.

Alguns destes momentos levam menos de cinco minutos outros podem levar até 30 ou mais.

Quando pensar em mudança, em criar quietude nos seus dias, lembre-se que para essas escolhas serem nutridas diariamente é frequente não serem visualmente muito espectaculares.

Não levam a muitos “likes” na sua rede social, nem se tornarão virais.

Não vai ser algo que possa competir com o lançamento do último smarthphone ou tablet.

As grande mudanças começam por pequenas acções, constantes, rotineiras, nutritivas e simples.

Utilizam o espaço, o tempo e os recursos que tem neste momento e podem ser iniciadas agora mesmo.

Desconfie sempre, quando lhe tentarem convencer do contrário.

Boas práticas.

Desde 1998 que abracei o estudo da quietude e do movimento sem esforço.